Lino Castellani Filho

lino

Lino Castellani Filho tem sua trajetória profissional construída através do estudo, pesquisa, observação e intervenção identificados com o campo das políticas de educação, educação física, esporte e lazer.

Atualmente é Professor-visitante da Universidade Federal de Brasília, UNB, junto à sua Faculdade de Educação Física. Foi professor da Faculdade de Educação Física (FEF) da Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, de 1986 a 2011, a partir de 2009 na condição de Livre-docente, tendo tido a oportunidade de vivê-la intensamente a partir de distintos lugares. Nos 10 anos anteriores à sua inserção nela, integrou os quadros da Universidade Federal do Maranhão, UFMA. No âmbito interno à FEF/Unicamp ocupou assento em boa parte de suas comissões, chegando a coordenar o Conjunto de Estudos do Lazer (1991/92), embrião do Departamento de Estudos do Lazer, DEL, o qual chefiou de 2009 até sua extinção em 2011.

Sua relação com a Pós-Graduação se deu a partir de sua inserção na área de concentração acadêmica “Educação Física e Sociedade”, através da qual desenvolve orientação (mestrado/doutorado), ofereceu disciplinas curriculares e participa – na condição de conferencista, palestrante e painelista – de eventos científicos de distintas ordens, notadamente os nacionais e internacionais, reconhecendo nesses espaços instâncias qualificadas de difusão de conhecimento.

Desde 1999 é pesquisador-líder do “Observatório de Políticas de Educação Física, Esporte e Lazer”, conhecido como “Observatório do Esporte”, através do qual vem, desde 2006, se inserindo nas questões afetas ao campo das políticas de educação, educação física, esporte e lazer no âmbito latinoamericano, sulamericano em especial.

Nas instâncias da administração superior da Unicamp, representou a FEF em distintas comissões. Presidiu a “Associação de Docentes da Unicamp”, Adunicamp, no período 1996/98. Sua experiência no campo da gestão conta com a vivida no exercício da presidência da entidade científica “Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte“, CBCE (1999/2001; 2001/03), além daquela exercida junto ao Ministério do Esporte, no cargo de Secretário Nacional de Desenvolvimento do Esporte e do Lazer (2003/06). A esta mais recente experiência de gestão na esfera governamental, juntam-se outras mais antigas relativas à sua participação nos governos municipais de São Luis do Maranhão (1978/79) e de São Paulo (1989/90), na qualidade de assessor de suas respectivas secretarias de esporte, lazer e recreação.

É autor dos livros Educação Física no Brasil: A História que não se conta (19ª edição, 2ª reimpressão. Campinas: Papirus, 2013), ” Educação Física, Esporte e Lazer: Reflexões nada aleatórias” (Campinas: Autores Associados, 2013), Política Educacional e Educação Física (2ª edição. Campinas: Autores Associados, 2002), organizador do “Gestão Pública e Política de Lazer: A Formação de Agentes Sociais” (Campinas: Autores Associados, 2007), co-autor, ao lado de Rafael Moreno Castellani, do “Os Jogos de Minha Escola” (Campinas, Autores Associados, 2009) e integrante do Coletivo de Autores responsável pela obra Metodologia do Ensino de Educação Física a qual, após 14 reimpressões desde sua edição em 1992, a última de 2008, teve sua 2ª edição, revista, publicada sob sua coordenação em 2009 pela Editora Cortez, a qual já conta com duas reimpressões, a segunda em 2013. Além disso é autor de capítulos de livros e artigos em periódicos.